Com base na decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba, a Procuradoria-Geral do Município emitiu parecer que orienta sobre o uso da declaração de comprovante de matrícula de alunos para a utilização do beneficio da meia passagem em transportes públicos.  O plenário do TJ-PB entende que os estudantes poderão exercer o direito da meia passagem mediante simples declaração atual (do período ou ano letivo) da instituição de ensino respectiva. O parecer foi emitido a pedido da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor  sobre as implicações da nota técnica divulgada pelo Procon-PB.

O parecer da PGM, com base da decisão do TJ-PB, orienta que é dos municípios a competência para a regulação da matéria referente a benefícios de meia-passagem ou gratuidade em transportes públicos coletivos locais. Assim, qualquer norma do Estado da Paraíba que trate sobre meia-passagem para estudantes deve ser interpretada como abrangendo apenas o benefício em transportes intermunicipais, e não no transporte coletivo dentro dos municípios.

A secretária adjunta do Procon-JP, Maristela Viana reafirma a determinação na defesa dos direitos dos estudantes. “Esclarecemos que todos os procedimentos até então adotados pelo Procon-JP estão dentro dos prazos legais. Assim, buscando sempre a transparência e legalidade de suas ações consultamos a Procuradoria do município para por definitivo sanar dúvidas com relação ao sagrado direito do acesso ao transporte público municipal”, disse.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Presidente do PSOL protocola denúncia contra o deputado Walber Virgulino por homofobia

O presidente do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) na Paraíba, Tárcio Teixeira, protoco…