O Ministério Público Federal da Paraíba (MPF-PB) abriu investigação contra a Prefeitura  Municipal da Prata, no interior do estado, por eventual fraude em licitação.

Na manhã desta quarta-feira (5) a procuradora Janaína Andrade de Sousa, publicou no Dário Eletrônico do MPF, que a prefeitura do município está sobre investigação por eventual fraude em licitação.

“Instaurar, com fulcro no art. 129, III, da Constituição Federal e arts. 6º, VII, b, e 38, I, da Lei Complementar n. 75/93, Inquérito Civil – IC cujo objeto consiste em: “apurar manifestação em face dos representantes da empresa Santa Júlia Incorporadora e Construtora LTDA e da comissão de licitação, na Tomada de Preços nº 005/2014 supostamente fraudulenta, realizada pela Prefeitura Municipal da Prata/PB”.

A EMPRESA

A empresa Santa Julia Incorporadora e Construtora LTDA tem registro no município de Cruz do Espírito Santo, Região Metropolitana de João Pessoa.
A administração da empresa fica por conta de MARIA APARECIDA DE SOUZA COSTA NÓBREGA, que é esposa do prefeito da cidade de Prata, Antônio da Costa Nóbrega Júnior.
MARIA APARECIDA também ocupa o cargo de Secretaria Municipal de Saúde, como consta em registros do portal da transparência do tribunal de contas do estado.

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Judiciário
Comentários estão fechados.

Veja Também

Prefeito agradece apoio de Dr Romualdo “Vamos trabalhar juntos por Sumé e Congo”

Através das redes sociais, o prefeito de Sumé e candidato a reeleição Éden Duarte, agradec…