O governador João Azevedo Lins (PSB) a Lei 11.365, que impede empresas que tenham sido condenadas em segunda instância por crimes contra a Administração Pública de concorrerem em licitações e contratar com o poder público do Estado. A proposta foi apresentada na Assembleia pelo deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB).

De acordo com o texto, os órgãos da Administração Pública Direta e Indireta do Estado da Paraíba verificarão se as empresas interessadas em participar dos procedimentos licitatórios do Poder Público do Estado possuem, em seus quadros societários, sócios com condenação por crimes praticados contra a Administração Pública, em decisão confirmada por órgão judicial colegiado. No caso de rejeição de participação na licitação em situação prevista no caput, será assegurado ao licitante o direito ao contraditório e à ampla defesa.

No caso de empresas que estejam envolvidas em processos que apurem desvio de recursos públicos, mas que tenham feito acordo de leniência, poderão participar das concorrências. A lei entra em vigor em 90 dias.

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Legislativo
Comentários estão fechados.

Veja Também

Corregedor Eleitoral disponibiliza Cartilha sobre a Propaganda para as Eleições 2020

O desembargador Joás de Brito Pereira Filho, Corregedor do Tribunal Regional Eleitoral da …