A presidente da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, retirou da pauta de terça-feira (23) o julgamento de um pedido de liberdade apresentado pela defesa do ex-presidente Lula da Silva.

Como será a última sessão da turma do semestre antes do recesso de julho, o caso só poderá ser reagendado a partir de agosto.

A defesa de Lula apresentou o pedido ao STF quando o ex-juiz federal Sérgio Moro aceitou o convite do então presidente eleito Jair Bolsonaro para comandar o Ministério da Justiça.

Quando juiz, Moro atuava na 13ª Vara Federal de Curitiba. Em 2017, condenou Lula na Operação Lava Jato.

A condenação foi confirmada em 2018 e resultou na prisão do ex-presidente, que está detido na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde abril do ano passado.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Judiciário
Comentários estão fechados.

Veja Também

CANDIDATURA LARANJA? Candidata a Prefeita de Ouro Velho já foi candidata a Deputada Estadual nos anos de 2014 e 2018

Um fato curioso chamou a atenção de toda a população de Ouro Velho, é que a candidata a Pr…