O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que o segundo-sargento da Aeronáutica flagrado com 39 quilos de cocaína na Espanha“traiu a confiança dos demais”.

Bolsonaro lamentou que o caso não tenha acontecido na Indonésia, onde há pena de morte para o tráfico de drogas.

“Aquele ali traiu a confiança dos demais. Pena que não foi na Indonésia. Ele iria ter o destino que o teve no passado Marco Archer”, afirmou Bolsonaro a jornalistas, segundo o jornal Estadão.

O chefe do Executivo disse ainda que pediu para a Aeronáutica levantar dados sobre o sargento.

“O que nós queremos das Forças Armadas é que seja levantada toda essa rede na qual ele está no meio dela. No meu avião, todos são revistados. O meu material é aberto antes de embarcar.”

Manoel Silva Rodrigues, que é comissário de bordo, fazia parte da comitiva de 21 militares que acompanha a viagem de Bolsonaro ao Japão, onde o presidente participa da reunião do G-20.

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Prefeita de Ouro Velho parte na frente e autoriza Transição

A Prefeita de Ouro Velho, Natalia de Dr. Junior, autorizou por meio de Decreto Municipal s…