Um protesto de caminhoneiros está impedindo, desde as primeiras horas desta segunda-feira (22), o trânsito de caminhões com cargas não perecíveis, na BR-230, em Campina Grande. O protesto acontece no trecho conhecido como Alça Sudoeste, que contorna a cidade. Os caminhões estão sendo estacionados em um pátio às margens da rodovia.

Segundo os caminhoneiros, o protesto é contra o valor do frete e a alta no preço dos combustíveis, principalmente do óleo diesel. Os carros de passeios, motos e caminhões carregados com cargas vivas e alimentos perecíveis estão com acesso liberado. A rodovia foi sinalizada com pneus pelos próprios caminhoneiros para que os motoristas parem no local. A Polícia Rodoviária Federa (PRF) não considera que há interdições em rodovias da Paraíba.

O presidente do Sindicato dos Condutores e Empregados de Empresas de Transportes de Combustíveis e Produtos Perigosos Derivados de Petróleo no Estado da Paraíba (Sindconpetro-PB), Emerson Galdino, afirmou que a paralisação não tem, a princípio, o apoio da entidade.

“São os motoristas autônomos que estão puxando a greve, mas estamos prontos para dar um apoio. Não foi tido uma conversa da outra vez, de fazer uma greve organizada. Cada motorista tem seu pleito, nós também. O correto seria sentarmos e fazer”, disse.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Jair Bolsonaro destina crédito suplementar de R$ 15 milhões para obra de adequação da BR-230 na Paraíba

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por meio do Ministério da Infraestrutura, desti…