O deputado estadual Buba Germano (PSB) sugeriu ao presidente estadual de mesmo partido, Edvaldo Rosas, que retirasse da coligação em apoio ao governador do Estado João Azevêdo (PSB) os ‘traíras’. A mensagem foi interpretada pelo deputado estadual Chió (REDE), que se pronunciou sobre o assunto, afirmando não fazer parte desse tipo de política.

“Eu não faço parte dessa política, que depois das eleições existe uma divisão de traidores e traídos. Depois das eleições, são os opositores e “gente da cozinha”. Eu acho que qualquer prefeito da Paraíba deve ser recebido pelo governador. Aliás, qualquer prefeito e pessoa da Paraíba que tenha votado ou não no governador, deve ser tratado como paraibano ” retrucou o deputado.

Ao afirmar que João Azevêdo é o governador de todos os paraibanos, ele fez uma comparação dele [João] com o presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Eu acho que João faz, o que o nosso presidente Jair Bolsonaro não está fazendo. Um líder que se preze, deve acolher todo mundo, independentemente de cor partidária. E, principalmente, um governador, que é como um pai” da Paraíba” criticou Chió.

 

Da redação com o Paraíba online

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Política
Comentários estão fechados.

Veja Também

Candidatos a vereador rompem com Micheila Henrique e anunciam apoio a Anna Lorena, em Monteiro

A candidatura à reeleição da prefeita Anna Lorena (PL) não para de receber adesões. Neste …