Uma operação do MP-Procon iniciada nesta terça-feira (3) fiscaliza as unidades de saúde públicas e privadas da cidade de Patos, no Sertão paraibano. O objetivo é verificar as condições de atendimento e de funcionamento oferecidas aos pacientes e aos profissionais de saúde que atuam nesses serviços.

No primeiro dia, a operação Salus confirmou casos de notificações por irregularidade como falta de documentos obrigatório e também a interdição de setores em Unidades Básicas de Saúde (UBS). As ações devem seguir até o fim da semana.

Os órgãos envolvidos estão verificando o cumprimento de normas relativas a questões sanitárias, a existência e o cumprimento de protocolos de segurança do paciente do Ministério da Saúde, além de questões relacionadas à estrutura dos prédios onde os serviços funcionam.

A operação está sendo coordenada pelo Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (MP-Procon) e ainda pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), Vigilâncias Sanitárias, Corpo de Bombeiros e Conselhos Regionais de Medicina, Farmácia e Enfermagem

Depois que a operação for concluída, os relatórios de inspeção deverão ser encaminhados ao Ministério Público da Paraíba (MPPB) para que sejam adotadas as providências necessárias à solução dos problemas e irregularidades.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Judiciário
Comentários estão fechados.

Veja Também

Prefeita de Ouro Velho parte na frente e autoriza Transição

A Prefeita de Ouro Velho, Natalia de Dr. Junior, autorizou por meio de Decreto Municipal s…