O deputado estadual Lindolfo Pires continua trabalhado na defesa dos produtores rurais em diversas frentes. Na manhã de hoje, o deputado Lindolfo esteve na Concessionária Energisa, participando de reunião tratar da questão do recadastramento que está sendo exigida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para que todos os produtores classificados com rurais que exercem atividade agrícola e rural ligados à irrigação e aquicultura.

O prazo para recadastramento colocado pela Annel vai até o próximo dia 31 deste mês. A Paraíba possui hoje em torno de 150 mil consumidores localizados na área rural, e estima-se que na Paraíba 10 mil produtores além da tarifa rural, também recebem o benefício de irrigação, a chamada de “tarifa verde”, que dá descontos que variam de 10% até 90% na conta de energia elétrica.

A Paraíba possui hoje em torno de 150 mil consumidores localizados na área rural, onde o prazo para recadastramento desses consumidores é até o dia 31 deste mês para realizarem o recadastramento. O recadastro está sendo realizado exclusivamente nas agências da Energisa, por meio de convocação por região, a própria Energisa também fez solicitação para aumento do prazo para o recadastramento, no sentido de facilitar o referido procedimento para que os produtores rurais tenham acesso ao benefício.

“Desde que assumimos o mandato, estamos trabalhando incansavelmente pela melhoria de condições para os produtores rurais. No que diz respeito a Tarifa Verde, ela exige o licenciamento ambiental, e estamos trabalhando para que as prefeituras também possam colaborar no sentido de também receberem o cadastramento das pessoas que mereçam o benefício”, disse Lindolfo Pires.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Senado amplia ‘coronavoucher’ para motorista de aplicativo, taxista e homem chefe de família

O Senado aprovou em sessão virtual na tarde desta quarta-feira (1º) a ampliação do auxílio…