O governador João Azevêdo (PSB) comentou durante reunião com o secretariado, na manhã desta segunda-feira (7), no Centro de Convenções, em João Pessoa, que quem não souber separar questões ´partidárias da gestão, poderá deixar a administração estadual. Essa foi a primeira reunião após a crise no PSB do Estado.

“Eu tenho foco no governo. Se você tiver um auxiliar que não souber fazer essa separação aí vai ter que deixar o governo. Se tiver pessoas que saibam o que é governo, o que é partido, e façam essa diferenciação. Não estou muito preocupado com isso não”, destacou o socialista.

De acordo com o governador, o PSB precisa encontrar seus caminhos e buscar solução para os problemas e enfatizou sua posição sobre a crise no partido.

“O PSB é um partido grande e tem que encontrar seus caminhos. Sobre os problemas que surgiram, eu continuo com o mesma posição do primeiro dia, não acho correto como foi tratado, mas acho que o partido que vai ter que encontrar sua saída”, relatou.

João aproveitou para esclarecer que não irá perseguir ninguém em sua gestão, mas caso encontre obstáculos, providências serão tomadas.

“Eu não tenho espírito de perseguidor. Esse tipo de sentimento não me move. Eu quero buscar é fazer com que a Paraíba continue avançando. Evidentemente se no meio do caminho encontrar algum tipo de dificuldade eu tomarei as providências. É assim que funciona”, finalizou.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Política
Comentários estão fechados.

Veja Também

SANTA CRUZ DE LUTO: Morre ex-prefeito, Diniz Sobreira

O ex-prefeito de Santa Cruz, Luiz Diniz Sobreira, morreu neste domingo (13). O município d…