Segundo o site O Antagonista, o subprocurador-geral do MP junto ao TCU, Lucas Rocha Furtado, pediu ao tribunal uma fiscalização rigorosa sobre os gastos da Câmara, Senado, STF, PGR e governo com a viagem de autoridades ao Vaticano, para participarem da cerimônia de canonização de Irmã Dulce.

“Não basta serem honestos; precisam igualmente parecer honestos. Esse preceito é sintetizado com clareza — e com toda a força da simplicidade dos que agem com retidão e pautam sua vida pela ética — no ensinamento de Irmã Dulce que inaugura a presente representação: ‘é preciso ter certeza de estar fazendo a coisa certa’”, diz a petição.

Ao menos 35 autoridades brasileiras devem participar do evento no Vaticano, por estarem em missão oficial, parlamentares têm direito ao pagamento de diárias de cerca de 400 dólares durante viagem, mas alguns deles abriram mão dos valores.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Judiciário
Comentários estão fechados.

Veja Também

SANTA CRUZ DE LUTO: Morre ex-prefeito, Diniz Sobreira

O ex-prefeito de Santa Cruz, Luiz Diniz Sobreira, morreu neste domingo (13). O município d…