O Conselho Regional de Psicologia emitiu uma nota de repúdio às declarações da vereadora de João Pessoa, Eliza Virgínia (PP) sobre saúde mental, depressão e suicídio.

Eliza disse que chegou a oferecer uma arma para um amigo que estava com depressão e tinha pensamentos suicidas. O Conselho repudiou as declarações classificando a parlamentar como negligente. Na nota, o CRP alega ainda que a fala de Eliza “desrespeita o sofrimento humano e pode ter implicações graves nos já elevados índices de tentativas de suicídio na nossa sociedade”.

Confira nota na íntegra

Nota de Repúdio

CRP 13 – IX Plenário

O Conselho Regional de Psicologia, Décima Terceira Região/CRP13, através do seu IX Plenário, Gestão Compromisso com a Psicologia, vem democraticamente a público, repudiar e contraditar as alegações proferidas pela vereadora do Partido Progressista/PB, Eliza Virgínia, no dia 10 de Outubro de 2019 (Dia Mundial da Saúde Mental), em entrevista à emissora Arapuan FM.

Matéria publicada no site https://paraibaja.com.br/, sobre a referida entrevista, sob o título “Eliza Virgínia ofereceu arma para amigo com depressão se suicidar; Código Penal aponta crime”, evidencia a negligência da vereadora ao abordar sobre depressão, saúde mental e suicídio, subestimando o processo de adoecimento, a necessidade de empatia e de cuidados especiais a pessoas em condição de sofrimento mental e com ideação suicida.

Enquanto Conselho Regional de Psicologia, primamos pelo bem estar e saúde das pessoas, tendo como base os princípios éticos da profissão e a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Considerando o fundamento básico da Psicologia de promover a saúde e a qualidade de vida das pessoas e das coletividades, e não o incentivo a auto eliminação;

Considerando a vereadora em questão ser pessoa pública eleita pelo povo e, portanto, representante deste;

Considerando a popularidade da emissora e o possível impacto das informações na sociedade;

Reiteramos o compromisso social da Psicologia, enquanto profissão da saúde, para primar pela vida e pelo cuidado e integridade do ser humano por meio de intervenções pautadas em critérios científicos.

E REPUDIAMOS as referidas declarações da representante do povo, Vereadora Eliza Virgínia, as quais desrespeitam o sofrimento humano e podem ter implicações graves nos já elevados índices de tentativas de suicídio na nossa sociedade.

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Candidatos a vereador rompem com Micheila Henrique e anunciam apoio a Anna Lorena, em Monteiro

A candidatura à reeleição da prefeita Anna Lorena (PL) não para de receber adesões. Neste …