O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), editou, nesta terça-feira (15), uma medida provisória (MP) para instituir o pagamento da 13ª parcela do programa Bolsa Família a partir deste ano.

O pagamento será feito em dezembro e custará R$ 2,5 bilhões aos cofres públicos, segundo informações do Ministério da Cidadania.

A assinatura da MP aconteceu em uma cerimônia no Palácio do Planalto, da qual também participaram os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, da Economia, Paulo Guedes, da Cidadania, Osmar Terra, além do presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Por se tratar de MP, o ato do presidente já terá força de lei assim que publicado no “Diário Oficial da União”.

Durante a cerimônia, o presidente Bolsonaro voltou a questionar a CPMI das Fake News.

“[No Congresso tem a] CPMI das Fake news. Eu sei qual é a intenção não dos que assinaram, mas de quem está conduzindo o trabalho. Tivemos sim muitas fake news [nas eleições de 2018]. Se não tivéssemos, eu teria muito mais votos. A maioria das fake news foram contra mim.” Declarou Bolsonaro.

E acrescentou que a oposição alardeava que o Governo Bolsonaro acabaria com o Bolsa Família, e neste data está tendo o prazer de mostrar para os mais humildes, que o governo pensa em todos.

“Oposição disse que acabaríamos com o Bolsa Família. Nessa data, com a participação de Osmar Terra e Paulo Guedes, tivemos o prazer de assinar isto e mostrar para os mais humildes que este é um governo que pensa em todos.” Finalizou Bolsonaro.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Candidatos a vereador rompem com Micheila Henrique e anunciam apoio a Anna Lorena, em Monteiro

A candidatura à reeleição da prefeita Anna Lorena (PL) não para de receber adesões. Neste …