Um inquérito civil foi instaurado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) para investigar, por improbidade administrativa, o prefeito de Sumé, no Cariri da Paraíba, Éden Duarte Pinto de Sousa, após serem constados indícios de irregularidades na contratação de empresas que prestam serviços ao município. A abertura do procedimento foi publicada no Diário Oficial do órgão da quinta-feira (17).

O Portal G1 PB tentou entrar em contato com Éden Duarte, através dos contatos da prefeitura e do gabinete dele, mas recebeu a informação, através de uma mensagem eletrônica, que os expedientes nos locais acontecem entre 8h e 14h.

O documento publicado pelo MP aponta supostas irregularidades em licitações vencidas por duas empresas. Com a apuração, o Ministério busca entender se as empresas estão funcionando, em quais setores elas atuam e se possuem funcionários.

De acordo com a portaria em que o inquérito foi instaurado o crime de improbidade administrativa pode ser punido com a suspensão dos direitos políticos, a perda da função pública, a indisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao erário.

Da redação com o G1 PB

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Judiciário
Comentários estão fechados.

Veja Também

ÁUDIO: Genivaldo Tembório intermedia doação de terrenos e deve virar alvo de representação por uso da maquina pública para fins eleitorais

O candidato a prefeito pela coligação ‘O trabalho continua’, Genivaldo Tembório (Cidadania…