De acordo com a Receita, a carta é uma ação destinada a estimular os contribuintes a verificarem o processamento de suas Declarações de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF) e a providenciarem correção, caso constatem erro nas informações declaradas.

As cartas somente são enviadas a contribuintes que podem se ‘autorregularizar’, que são aqueles que não foram intimados nem notificados pela Receita Federal

Para saber a situação da DIRPF apresentada, o contribuinte deve consultar as informações disponíveis no site da Receita Federal, no serviço “Extrato da DIRPF”, utilizando código de acesso ou certificado digital.

A declaração retida em malha fiscal apresenta sempre mensagem de “pendência”. Junto com a pendência, são fornecidas orientações de como proceder no caso de erro na declaração apresentada.

As comunicações referem-se a casos em que as informações constantes nos sistemas da Receita Federal apresentam indícios de divergências que podem ser sanadas com a retificação da DIRPF anteriormente apresentada. Não é necessário, portanto, comparecer à Receita Federal.

 

Da redação com Mais PB

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Justiça intima grupo de Genivaldo Tembório à retirar pesquisa fake das redes sociais

Na tarde da última quinta-feira (22), a Coligação Mudar Para Crescer que tem como candidat…