Mesmo sem a ajuda da Prefeitura de Prata, e resistindo a seca, os agricultores pratenses não perderam a esperança de concluir a safra de 2019. Com a ajuda das associações dos municípios vizinhos e dos órgãos competentes, como a Embrapa e a Rede Borborema de Agroecologia, os agricultores de Prata conseguiram fechar este ano com um saldo positivo em suas colheitas nas plantações de algodão.

Os agricultores de Prata fazem três anos que exportam o produto para a França. A exportação do algodão pratense, é feita pela empresa de tênis “VEJA”, que paga um preço justo e dar toda a atenção aos agricultores. Segundo o presidente da Associação, Anselmo Coelho, os técnicos da Embrapa também contribuíram para o sucesso da colheita deste ano.

“Os técnicos da Embrapa, fizeram também a diferença para que tudo desse certo. Com tudo, os agricultores acreditam que essa parceria irá render muitos bons frutos, além do que já vem rendendo.” Disse Anselmo.

Peguntado pela a reportagem do Política Parahyba, se a prefeitura de Prata vem auxiliando de alguma forma os agricultores, Anselmo, relatou que em nenhum momento a prefeitura auxiliou os agricultores da Associação, e aproveitou o momento para fazer um agradecimento a todos que contribuíram para o êxito da colheita.

“Infelizmente não tivemos nenhum auxílio por parte da prefeitura de Prata, mas em momento algum baixamos a cabeça por conta disso. Nós continuamos firme, e hoje estamos colhendo o fruto desse trabalho em parceria com a Embrapa, as associações dos municípios vizinhos, a Rede Borborema de Agroecologia, ao Instituto C&A, e além de todo os esforço da ONG Diaconia”. Relatou.

A vereadora Adeilza, que luta a bastante tempo para o sucesso desta associação, disse que está muito feliz por a associação dos agricultores de Prata, ter concluído este ano 2019 fechando a venda do algodão para a França.

“Estou muito feliz por ver que o nosso trabalho está sendo reconhecido, e a venda desse algodão para a França simboliza este reconhecimento. Portanto só temos a agradecer”. finalizou a vereadora.

Vale salientar, que para a produção do tênis, a empresa também exporta borracha dos seringais da Amazônia, no preço mais justo possível e respeitando totalmente toda floresta e seus exploradores.

 

Confira as fotos:

 

Redação do Política Parahyba

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Candidatos a vereador rompem com Micheila Henrique e anunciam apoio a Anna Lorena, em Monteiro

A candidatura à reeleição da prefeita Anna Lorena (PL) não para de receber adesões. Neste …