O guia supremo do Irã, Ali Khamenei, reafirmou neste domingo (3) sua oposição a qualquer diálogo com Washington, na véspera do 40º aniversário da ocupação da embaixada americana em Teerã.

“Quem vê nas negociações com os Estados Unidos a solução de todos os problemas certamente está errado”, disse Khamenei, de acordo com sua conta oficial no Twitter.

“A constante oposição às negociações com os Estados Unidos é um dos instrumentos importantes do Irã para impedir que se estabeleçam em nosso amado país”, afirmou.

“Essa medida ditada pela lógica proíbe os Estados Unidos de se filtrarem novamente no Irã. É uma prova do poder e do Irã e mostra que o poder [dos Estados Unidos] não passa de uma ficção”, continuou ele.

“Discutir com os americanos não levará a nada, porque é sabido de antemão e sem dúvida que isso não levará a nada”, insistiu Khamenei.

“[Os Estados Unidos] dizem: ‘parem [de intervir no Oriente Médio], não tenham mísseis’. E, no final, dirão: ‘parem de insistir no uso do véu islâmico pelas mulheres’. Suas exigências não têm limites”, acrescentou.

Há vários meses, a tensão entre Teerã e Washington aumentou, após a retirada dos Estados Unidos do acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano, concluído em 2015, com o objetivo de infligir “pressão máxima” sobre a República Islâmica.

O presidente dos EUA, Donald Trump, que acusa o Irã de querer se dotar da arma nuclear – algo que Teerã nega – retirou seu país desse pacto em maio de 2018, unilateralmente, e restabeleceu sanções significativas contra o país.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

ÁUDIO: Genivaldo Tembório intermedia doação de terrenos e deve virar alvo de representação por uso da maquina pública para fins eleitorais

O candidato a prefeito pela coligação ‘O trabalho continua’, Genivaldo Tembório (Cidadania…