Líderes partidários do Senado Federal se reuniram, na residência oficial do presidente do Senado Davi Alcolumbre, para discutir a tramitação das três PECs entregues pelo presidente Jair Bolsonaro nessa terça-feira (5).

De acordo com Alcolumbre, a meta é dar prioridade à PEC emergencial, porque prevê uma folga no orçamento de R$ 26 bilhões e permite estender por mais 1 ano, chegando a R$ 50 bilhões até 2021.

Já as outras duas PECs – a do pacto federativo e a que revisa fundos públicos – têm previsão para que sejam votadas pelo Congresso Nacional até abril de 2020.

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

ÁUDIO: Genivaldo Tembório intermedia doação de terrenos e deve virar alvo de representação por uso da maquina pública para fins eleitorais

O candidato a prefeito pela coligação ‘O trabalho continua’, Genivaldo Tembório (Cidadania…