A Prefeitura Municipal de Ouro Velho, lançou, durante evento no ginásio poliesportivo do município, o Projeto Criança de Ouro. O Projeto Criança de Ouro, destina-se a crianças e adolescentes de oito a dezessete anos que estejam efetivamente matriculadas nas escolas do município.

O principal objetivo do projeto é incentivar a prática esportiva e manter as crianças afastadas principalmente das drogas e focadas no ensino escolar. “Usar o esporte como forma de ocupar o tempo ocioso das criança funciona muito bem. O projeto foi criado também para promover o intercambio social, a autonomia e a solidariedade através do futebol, além de promover o aprendizado em grupo, estimular uma vida saudável e prevenir doenças”, destacou a prefeita Natalia Lira.

De acordo com a Prefeitura de Ouro Velho, os atletas receberão conhecimento teórico e técnico por meio de uma equipe formada por profissionais da área de educação física, e afins, além de todo material necessário para treinamento e execução das atividades.

“Acredito que quando nos dedicamos ao futuro de nossos pequenos ourovelhenses, o resultado será de bons frutos. Essas crianças possuem talentos que precisam ser acompanhados, e o que for possível para estarmos juntos nesse trabalho, faremos. Nossa cidade tem muito a crescer, e eu estou disposto a colaborar todos os dias com esse avanço”, destacou o líder político Dr.Júnior.

“Sabemos da importância do esporte na vida das crianças e adolescentes. Eles praticam uma atividade física, que contribui para a saúde, e não ficam pelas ruas, com tempo ocioso. Por isso, a Prefeitura e a Secretaria de Esportes estão sempre atentos para as necessidades das Escolinhas, para que nunca falte o essencial para os treinos”, concluiu a prefeita Natalia.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Presidente do TSE alerta sobre cuidados sanitários na campanha e pede debate sem ódio e sem mentiras

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, alertou …