O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou oito ações para investigar fraudes em licitações para aquisição de materiais de expediente, com recursos federais, em cinco municípios do Brejo da Paraíba. Entre as cidades estão Araruna, Pilõezinhos, Riachão, Serraria e Lagoa de Dentro.

Das ações, três são penais e cinco de improbidade administrativa. Todas as investigações foram iniciadas em 2013. Segundo o MPF, a investigação desarticulou a participação fraudulenta de duas empresas do ramo de papelaria que participaram de aproximadamente 300 licitações na Paraíba, de 2005 a 2012.

Além do casal que administrava a empresa, mais 49 pessoas são citadas nas ações. Entre elas, os ex-prefeitos Wilma Targino Maranhão, de Araruna; Geraldo Mendes Junior, de Pilõezinhos; Paulo da Cunha Torres, de Riachão; Severino Ferreira da Silva, de Serraria e Sueli Madruga Freire, de Lagoa de Dentro.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Judiciário
Comentários estão fechados.

Veja Também

Paraíba chega a 142.898 casos confirmados e 3.261 mortes por Coronavírus

A Paraíba tem 142.898 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo inf…