O governador João Azevêdo (PSB) não pôde estar presente na manhã desta segunda-feira (11) à entrega das chaves dos imóveis do complexo habitacional Aluízio Campos, tendo sido representado pela vice-governadora Lígia Feliciano (PDT).

Na solenidade em Campina, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) em rápido contato com a imprensa disse que não iria falar sobre a soltura do ex-presidente petista, Lula. “Não vou polemizar com condenado” se absteve a dizer.

Em João Pessoa, durante solenidade onde assinou o termo de cooperação entre o Governo do Estado, o Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para criação do Escritório Social, e se colocando de forma contrária à declaração, Azevêdo disse que agora que está livre, caso o ex-presidente deseje vir à Paraíba, será muito bem-vindo.

“Lula é um ex-presidente teve uma importância extraordinária para o desenvolvimento do Nordeste nós sabemos dos investimentos e de toda a política enquanto presidente da república e será bem-vindo a Paraíba, claro que sim” declarou.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Política
Comentários estão fechados.

Veja Também

Justiça intima grupo de Genivaldo Tembório à retirar pesquisa fake das redes sociais

Na tarde da última quinta-feira (22), a Coligação Mudar Para Crescer que tem como candidat…