O vereador Naldo Cell (PT) recebeu, na manhã desta segunda-feira (11), o alvará de soltura. O documento foi assinado pelo juiz André Ricardo Carvalho Costa, substituto da comarca do Conde. Com isso, o parlamentar que estava em prisão domiciliar ganhou o direito à liberdade integral, sem nenhuma medida restritiva.

Naldo foi preso no dia 6 de maio pela Polícia Civil e um dia depois foi colocado em prisão domiciliar. A acusação é de que ele teria coagido uma informante no processo que apurava um esquema de “rachadinha” na Câmara do Conde, na qual parlamentares estariam se apropriando de parte do salário de assessores.

Ainda fora do mandato

Apesar de livre, Naldo continua afastado da Câmara do Conde. De acordo com a defesa do vereador, o prazo máximo de afastamento da Casa de Cícero Leite é de seis meses, tempo que já foi extrapolado, por isso há a expectativa pela volta do parlamentar às suas funções legislativas.

“A questão do mandato o juiz só vai apreciar na sentença, o que ainda não aconteceu. Ainda está em aberto o prazo para alegações finais da defesa. Estamos entrar com uma ação para reaver o mandato”, afirmou o advogado César Figueiredo.

Confira:

 

Paraíba Já

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Legislativo
Comentários estão fechados.

Veja Também

Jefferson Kita recorre ao MP contra a realização do Carangafest “Um milhão e meio licitados enquanto falta tudo na cidade”

O presidente da Câmara Municipal de Bayeux, Jefferson Kita, recorreu ao Ministério Público…