A vice-governadora da Paraíba, Lígia Feliciano, esteve em Campina Grande representando o governador João Azevedo, atendendo ao convite do Governo Federal para receber institucionalmente o Presidente da República, Jair Bolsonaro, na visita a Paraíba.

O Presidente esteve no estado para entregar o Complexo Habitacional Aluízio Campos.

Durante o seu discurso, Lígia foi interrompida por vaias e burburinhos com a intenção de barrar a sua fala. Para vice-governadora o episódio não passou de um caso isolado no evento.

“Isto não reflete o sentimento real do campinense e sim de um grupo que tentou atrapalhar meu discurso. Nada prejudica mais o povo do que a guerra política. Nós temos que separar a gestão pública das diferenças políticas. Não importa a distinção entre homens e mulheres, eles podem pensar diferentes e estar juntos. Não existe um povo de situação ou oposição, existe um povo que precisa de emprego, de renda, um povo que precisa de oportunidade e união,” disse.

De acordo com a vice-governadora é com a democracia que se aprende a ter equilíbrio e encontrar a solução de problemas que atinjam os paraibanos.

 

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Felisardo Moura registra candidatura no TSE pelo Democratas para disputar Prefeitura da Prata

O Democratas (DEM) registrou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a candidatura do poeta …