O uso de energias limpas e a ampliação da rede de gás natural foram destaque na missão internacional do Consórcio Nordeste, em Paris, França. Com interesse na criação de ‘blue corridors’, uma rota de transporte de gás natural entre os nove estados nordestinos, os governadores estiveram com representantes da Golar Power, joint venture entre a norueguesa Golar e o fundo norte-americano Stonepeak.

Denominado ‘Rota Azul’, o projeto de integração no Nordeste inclui a instalação de postos de combustíveis capazes de fornecer gás natural liquefeito (GNL) para veículos de carga. Em outros países, a exemplo da China, Espanha e Alemanha, os caminhões e ônibus movidos a gás natural já são realidade.

O governador João Azevêdo Lins Filho (PSB) destacou que a Paraíba já tem recebido investimentos internacionais para a produção de energias alternativas e acredita que novos recursos podem ser aplicados na área. “A Iberdrola está construindo uma grande linha de transmissão de 500 kV, permitindo interligações com Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte, ou seja, há um sistema de distribuição em execução, em um investimento de mais de um bilhão de euros. Então, as condições para que a Voltalia esteja no Nordeste estão postas, ressaltando que estamos numa região que possui os melhores índices solarimétricos e os melhores ventos do Brasil”, evidenciou.

Ele também ressaltou os esforços dos governos estaduais para assegurar a ampliação da rede de gás natural. “No Brasil ainda existem muitas termoelétricas a diesel e, por isso, há incentivos para que haja a conversão para gás, mas o Nordeste está muito preparado para receber investimentos na área. Queremos levar gás natural para o sertão paraibano, a partir de um entendimento com a empresa Golar Power que levaria o produto de um ramal no Ceará, entrando por Cajazeiras até chegar à cidade de Patos.

O vice-presidente da Golar no Brasil, Marcelo Sacramento, disse que o plano de trabalho da empresa prevê inúmeras oportunidades de investimentos. “A disponibilidade do gás para carros e caminhões nas rodovias do Nordeste irá gerar uma nova dinâmica no transporte da região. Novas empresas irão se instalar e as já existentes vão ganhar competitividade”.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Governo Bolsonaro fortalece Polícia Rodoviária Federal com novas viaturas e armamentos

O Presidente Jair Bolsonaro entregou, à Superintendência da Polícia Rodoviária Federal no …