O presidente do PSOL de Xapuri, cidade no interior do Acre onde nasceu o ambientalista Chico Mendes, foi executado com vários disparos de arma de fogo. Segundo relato de testemunha à Polícia Militar, Josemar da Silva Conde, conhecido como Tripinha, foi morto a tiros por um vizinho, com quem tinha disputa judicial por divisão de limites das propriedades.

“Acabo de ser informado que o presidente do PSOL em Xapuri foi barbaramente assassinado”, publicou o presidente nacional da legenda, Juliano Medeiros, em seu Twitter nesta quinta. O caso ocorreu na Reserva Extrativista Chico Mendes, local que, segundo moradores, demora cinco horas de caminhada para se chegar à estrada com acesso a carros.

“Exigimos respostas. Não aceitamos esperar mais 600 para saber porque um dos nossos tombou e qual a natureza do crime”, disse Medeiros em referência ao assassinato de Marielle, vereadora filiada ao PSOL-RJ que foi morta em 2018 e seu caso ainda não foi solucionado.

Josemar tinha 47 anos, era seringueiro, mecânico, pequeno empresário e havia concorrido à Prefeitura de Xapuri como vice pelo PSOL. “Expressamos, em nome da direção nacional do PSOL, nossos sentimentos aos seus familiares, amigos e companheiros de partido”, afirmou Medeiros.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Wallber Virgolino promete armar guarda municipal de João Pessoa “A Guarda Municipal será um braço armado do município”

O delegado Wallber Virgolino (Patriota), candidato à Prefeitura de João Pessoa, prometeu q…