O presidente do Sin Group, o publicitário Ruy Dantas, abriu na manhã desta sexta-feira, 22, no Hotel Atlantic Plaza, em Recife-PE, a convenção anual da Unimed Norte/Nordeste, que é presidida pelo médico paraibano Reginaldo Tavares.

Na ocasião, o publicitário falou sobre os desafios do marketing 4.0 na chamada “Nova Economia”. Ruy pontuou que a transformação digital é a maior causadora de estresse no ambiente organizacional.

“A transformação digital é um processo que está sempre em evolução. O futuro tem chegado  pela porta dos fundos das agências, houses e departamentos de marketing. Todos foram praticamente atropelados pela tecnologia e precisam mudar rapidamente”, afirmou Dantas.

Para lidar com esse contexto, Ruy acredita que o maior desafio das empresas de comunicação será o de “retreinar” seus colaboradores. Em sua palestra, ele contou como fez a transformação do seu negócio a partir de uma nova “Arquitetura Inspiracional”, que reavaliou direcionamentos, foco e objetivos estratégicos para construir e reconstruir propósitos.

Durante sua explanação, Ruy apontou as principais competências que um gestor de marketing precisa ter para lidar com a era 4.0: domínio profundo do segmento em que atua; capacidade para liderar estratégias que saibam conectar o usuário e sua marca; conhecimento para brifar agências para criar campanhas em multicanais que ajudam não somente a converter, mas também a construir ou manter sua marca na mente  dos clientes; e a expertise para liderar toda a jornada de atração do cliente.

Para o publicitário, outro fator essencial é que esses profissionais saibam lidar com ferramentas e estratégias como malas diretas, emails e mobile para que elas trabalhem juntas com as mídias tradicionais como rádio e TV para alcançar a pessoa certa, com a mensagem certa, na hora certa, bem como o discernimento para saber que dados precisam ser atualizados e interpretados o tempo todo.

“O consumidor conectado à internet gera uma quantidade enorme de dados e as estruturas reduzidas no marketing não conseguem acompanhar o ritmo. O lado bom disso é que existe uma variedade de ferramentas para rastrear, estruturar e alimentar esses dados para ajudar sua marca a entender os possíveis consumidores e usar cada ponto de contato com o máximo efeito”, disse Ruy.

É possível medir o retorno do seu investimento e tirar proveito do completo potencial do marketing, mas para isso é preciso ter habilidade de estruturar os complexos dados do consumidor e de ir além das fronteiras tradicionais.

Ao final da palestra de abertura, o médico Reginaldo Tavares, presidente da Unimed Norte/Nordeste, revelou que esse é o primeiro passo para a transformação da cooperativa na área de comunicação e marketing, que vai ser enfrentada com total foco em 2020, sempre respeitando as peculiaridades do cooperativismo.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Wallber Virgolino promete investimentos focados na assistência básica e saúde preventiva

O candidato do Patriota à Prefeitura de João Pessoa, Wallber Virgolino, cumpriu agenda de …