Está em curso, no Palácio do Planalto, uma disputa entre os militares e os civis pelo mais importante ministério: a Casa Civil.

Com a perspectiva de saída de Onyx Lorenzoni da Casa Civil, os militares apostam na possibilidade de dar um rumo ao governo em seu segundo ano de governo. A informação é do colunista de Época, Guilherme Amado.

De acordo com o jornalista, porém, a chance de conseguirem é muito pequena.

Bolsonaro nega reforma ministerial 

O presidente Jair Bolsonaro negou, nessa sexta-feira (22), por meio do Twitter, que esteja planejando fazer uma reforma ministerial, e repetiu ataques à imprensa.

“Não existe qualquer reforma ministerial a caminho, até porque o governo está indo muito bem, apesar dessa banda podre da imprensa”, disse Bolsonaro na publicação.

O site Vortex publicou nessa quinta-feira (21) que Bolsonaro tinha decidido trocar os ministros Abraham Weintraub, da Educação; Onyx Lorenzoni, da Casa Civil; e Marcelo Álvaro Antônio, do Turismo.

De acordo com o site, que citou duas fontes com conhecimento da decisão, as mudanças, provavelmente, seriam anunciadas no começo do próximo ano.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Política
Comentários estão fechados.

Veja Também

ÁUDIO: Genivaldo Tembório intermedia doação de terrenos e deve virar alvo de representação por uso da maquina pública para fins eleitorais

O candidato a prefeito pela coligação ‘O trabalho continua’, Genivaldo Tembório (Cidadania…