O governador Wilson Witzel solicitou, por ofício, uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro para tratar de problemas do Rio de Janeiro, nas áreas de segurança pública, educação e saúde.

Auxiliares do governador têm relatado, reservadamente, que ministros do governo federal têm ignorado demandas do governo do Rio de Janeiro após Bolsonaro acusar o governador Wilson Witzel de ter inventado o depoimento do porteiro no âmbito das investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes. Witzel nega as acusações.

Em meio ao clima de acusações, Witzel, enviou um ofício ao presidente, com data desta segunda-feira, com pedido para o presidente “viabilizar uma agenda, que terá como pauta assuntos de relevante interesse para o Estado do Rio de Janeiro”.

Entre os temas citados pelo ofício, segundo o blog apurou, estão educação, saúde e segurança pública. No documento, o governador diz que houve uma “escalada na violência pública” no estado nos últimos anos, com o “domínio territorial de narcotraficantes”.

O governo do estado diz que vem combatendo a situação de “forma eficiente”, mas que entanto, “há necessidade de discussão com governo federal de ações para diminuir o ingresso de drogas e armas no Estado do Rio de Janeiro”.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Ricardo Coutinho destaca potencial do turismo religioso de João Pessoa e se compromete a construir um grande Espaço Gospel

Além de ter um dos litorais mais bonitos do Brasil, João Pessoa guarda alguns dos mais val…