A saída do governador da Paraíba, João Azevedo, do PSB, vai ser debatida na Justiça. O presidente nacional do partido, Carlos Siqueira conversou com o ParlamentoPB e disse que a sigla vai acioná-lo para pedir o mandato alegando que ele traiu os interesses dos socialistas e ainda vai cobrar a devolução de R$ 3.343.307,00 investidos na campanha pela legenda.

Siqueira repetiu a declaração de Ricardo Coutinho de que João teria vetado a ida do ex-governador para a presidência do PSB da Paraíba, mas negou que esse tenha sido o estopim para a “intervenção”.

“Vamos pedir o mandato dele na Justiça e vamos entrar com uma ação cobrando o que o partido gastou na campanha dele. Hoje, eu imagino que ele já estava decidido a deixar o partido no momento que criou o conflito e que a Paraíba inteira saiba que ele vetou o nome de Ricardo Coutinho para ser presidente do PSB. Que ingratidão! Alguém que foi escolhido e apoiado por Coutinho, seu grande patrocionador, sem cujo apoio ele jamais seria eleito porque nunca teve um voto. Eu já vi traição na política, mas normalmente demora pelo menos um ano. Ele deveria ter pelo menos a dignidade de devolver o dinheiro que se gastou na campanha dele”, declarou o dirigente nacional.

 

Ouça o áudio:


 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Política
Comentários estão fechados.

Veja Também

Justiça intima grupo de Genivaldo Tembório à retirar pesquisa fake das redes sociais

Na tarde da última quinta-feira (22), a Coligação Mudar Para Crescer que tem como candidat…