O ex-secretário executivo de Turismo da Paraíba, Ivan Burity, deixou a prisão, de acordo com o secretário de administração penitenciária, Sérgio Fonseca. Ivan Burity foi preso no dia 9 de outubro, na quinta fase da Operação Calvário, que cumpriu 14 mandados judiciais na Paraíba.

O alvará de soltura foi assinado pelo desembargador Ricardo Vital. Ele estava na preso na Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, em João Pessoa. A Operação Calvário investiga desvios de recursos nas gestões da saúde e educação da Paraíba. A investigação identificou que a organização criminosa teve acesso a mais de R$ 1,1 bilhão em recursos públicos, para a gestão de unidades de saúde em várias unidades da federação, no período entre julho de 2011 até dezembro de 2018.

De acordo com o Ministério Público, Ivan seria um intermediador de um esquema de propina paga em contratos do Estado com empresas da área de educação. A colaboração premiada de Leandro Nunes Azevêdo, ex-assessor da Secretaria de Administração do Estado, que também foi preso, levam os investigadores até Ivan Burity. Leandro era assessor de LivÂnia Farias, ex-secretário de administração do Estado, que também foi presa e, em colaboração premiada, admitiu que recebeu dinheiro de propina em contratos de organizações sociais que administravam hospital e o Estado.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Judiciário
Comentários estão fechados.

Veja Também

Jair Bolsonaro destina crédito suplementar de R$ 15 milhões para obra de adequação da BR-230 na Paraíba

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por meio do Ministério da Infraestrutura, desti…