Servidores da Polícia Militar ocuparam, o plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba em protestos contra a reforma da Previdência encaminhada pelo Governo do Estado para votação na Casa.

Por causa da confusão, o presidente da Casa, Adriano Galdino (PSB) recomendou que os parlamentares permanecessem no ‘plenarinho’ onde ocorria reunião de membros Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) até que a situação fosse resolvida.

Eles pedem uma audiência pública para debater a matéria que já teve a tramitação barrada pela Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) atendendo pendido da oposição sob as alegações que a votação em caráter de urgência fere os regimentos internos da Casa.

O líder do governo, Ricardo Barbosa (PSB), disse que buscará dentro uma negociação com os manifestantes, o líder da oposição Raniery Paulino (MDB) e o Cabo Gilberto (PSL), que tem ligação com as categorias policias, para contornar a situação.

“Vamos negociar um calendário. As medidas prolatadas nas decisões judiciais estão cumpridas. Todo o rito segue o regimento da Casa e agora tem um tumulto que se soma aos preexistentes a tramitação da PEC que é uma audiência que já havia sido marcada anteriormente pelo Cabo Gilberto para discutir a situação das policias que ficou prejudicada com os desdobramentos da Reforma da Previdência”, disse Barbosa.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Presidente do TSE convoca paraibanos para atuarem como mesários nas eleições

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, convocou…