O ex-presidente Lula (PT) saiu em defesa do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), alvo de um mandado de prisão na sétima fase da Operação Calvário. Durante agenda política no Rio de Janeiro, nessa quarta-feira (18), Lula prestou solidariedade ao aliado na Paraíba.

“Quero prestar solidariedade a um companheiro que ontem foi denunciado e dado ordem de prisão contra ele, que é o nosso companheiro ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho. Ele foi acusado por uma delação, até que se prove o contrário tenho certeza que ele é inocente, que prove que ele é culpado, mas não por um delator, mas por provas no autos do processo”, discursou o petista.

Lula ainda relatou que não precisaria comunicar a Interpol, deveria esperar Ricardo voltar ao Brasil, para fazer um julgamento decente e justo.

“Não precisaria comunicar a Interpol. Deveria esperar ele voltar ao Brasil, fazer um julgamento decente e justo e se provarem que ele ou qualquer um de nós é culpado, que se prenda. Mas antes de fazer um processo justo, não é correto o que fizeram com ele”, afirmou.

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Frei Anastácio anuncia liberação de quase R$ 2,4 milhões em emendas para IFPB

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) anunciou a liberação  de emendas, no valor de R$…