O presidente da Câmara dos Deputados, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a decisão do Supremo Tribunal Federal(STF) de suspender o deputado federal paraibano Wilson Santiago do cargo de deputado federal deverá ser apreciada pelo plenário da Câmara, na volta do recesso, em fevereiro.

A informação de que a possibilidade de afastar o deputado será apreciada só em 2020 foi divulgada pela assessoria da câmara. O deputado Wilson Santiago foi afastado do cargo, após a deflagração da Operação Pés de Barros, autorizada pelo ministro Celso de Mello.

STF

Por decisão da maioria dos ministros, em 2017, o STF decidiu que a Câmara e o Senado têm o poder de decidir sobre medidas cautelares determinadas pela Justiça contra os parlamentares.

Pés de Barro

A operação investiga superfaturamento em obras de uma adutora em Uiraúna, no sertão paraibano.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Legislativo
Comentários estão fechados.

Veja Também

Jair Bolsonaro destina crédito suplementar de R$ 15 milhões para obra de adequação da BR-230 na Paraíba

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por meio do Ministério da Infraestrutura, desti…