A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) não votará,  o projeto de lei que prevê um aumento no número de vereadores na Casa, que deixaria de ser 27 e passaria para 29. Com a desistência, a alteração não valerá para a eleição em 2020.

De acordo com o vereador Lucas de Brito (PV), a votação foi adiada por não ter havido diálogo com a população, para saber a opinião do povo sobre o tema. “Como o diálogo não foi construído, essa matéria não entra na pauta”, explicou o vereador.

Tema polêmico, o aumento de parlamentares divide opiniões na CMJP. Alguns parlamentares acreditam que o aumento não traz ônus para os cofres públicos além de aumentar a representatividade. Porém há os que sustentam o fato de o momento ser inoportuno.

O aumento no salário dos vereadores também não será votado nesta segunda. Segundo Lucas de Brito, o subsídio dos parlamentares passou pela última manutenção em 2011, mas ‘o sentimento na Casa é que não cabe aumento’. De acordo com o parlamentar, o país vive um momento de desemprego e seria impróprio o aumento do salário.

A verba indenizatória também pode não ser votada hoje. O tema, de acordo com Lucas, deve ficar para o próximo ano.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Política
Comentários estão fechados.

Veja Também

Jair Bolsonaro destina crédito suplementar de R$ 15 milhões para obra de adequação da BR-230 na Paraíba

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por meio do Ministério da Infraestrutura, desti…