Novos áudios divulgados, extraídos das gravações realizadas pelo empresário e delator da Operação Calvário, Daniel Gomes, ex-líder da Cruz Vermelha Brasileira, revelam trechos de diálogos com o ex-governador Ricardo Vieira Coutinho (PSB).

No decorrer da conversa, Ricardo Coutinho faz ataques a sua então vice-governadora, Lígia Feliciano (PDT) e ao marido dela, o deputado federal Damião Feliciano (PDT), e aos filhos do casal.

Os áudios, divulgados inicialmente pelo programa Correio Debate, mostram o receio do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB)  em deixar o governo, antes das eleições de 2018, para se candidatar ao Senado Federal e entregar o comando do Estado nas mãos da atual vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) e sua família.

Para Ricardo, não existia a possibilidade naquele momento de entregar o poder nas mãos da família Feliciano já que, segundo ele, era “horrível” confiar em Lígia e Damião e, o filho deles, “nem sequer passava por sua porta”.

Nos áudios, o ex-governador relatou ainda uma certa preocupação em está sendo grampeado ou monitorado, citando casos que já estavam acontecendo no Estado.


 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Presidente do TSE alerta sobre cuidados sanitários na campanha e pede debate sem ódio e sem mentiras

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, alertou …