O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo Pires de Sá (PV), comentou os novos trecho da delação da ex-secretária de Administração do Estado, Livânia Farias, na qual revela que entregou R$ 300 mil a Zenedy Bezerra, aliado de primeira hora do prefeito, para campanha do então candidato ao Senado na chapa do PSB, Lucélio Cartaxo, em 2014.

Cartaxo disse que Zennedy já negou as ilações e se colocou à disposição da justiça para colaborar com as investigações. Luciano lembrou, no entanto, de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), impetrada pela coligação “Força da Esperança”, encabeçada por Lucélio Lucélio, que pede a cassação da chapa do governador João Azevêdo (PSB), por irregularidades na campanha eleitoral.

“Tem uma Aije tramitando na justiça em relação as eleições do ano passado para governador do Estado. Vamos aguardar que o TRE se manifeste. A Paraíba toda tem expectativa nesse sentido. Os fatos estão claros para todo mundo ver. Para o prefeito, as eleições de 2018 foram contaminadas com recursos oriundos de propina da Cruz Vermelha. “Ninguém na Paraíba tem dúvida disso”, concluiu Cartaxo.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Política
Comentários estão fechados.

Veja Também

João Azevêdo afirma que pagamento do 13º salário antecipado vai depender do governo Jair Bolsonaro

O governador da Paraíba, João Azevêdo afirmou que a antecipação do pagamento da primeira p…