O advogado Eduardo Cavalcanti, que representa o ex-governador da Paraíba, Ricardo Viera Coutinho (PSB), comentou  a denúncia apresentada pelo Ministério Público contra o paraibano e mais 24 pessoas de participação em “uma organização criminosa (Orcrim) para a prática de delitos, como corrupção e lavagem de ativos, através de atividades de organizações sociais (OSs) na saúde e da adoção de inexigibilidades (fraudadas) na educação”.

“Uma denúncia sem qualquer prova a não ser delações, além da tentativa permanente do Ministério Público em criminalizar qualquer diálogo que envolva gestão de governo. Não existe culpa por não existir fato concreto. Não existe qualquer aumento minimamente ilícito do patrimônio, enfim, uma operação espetacularizada com objetivos majoritários de encobrir conquistas dos oito anos de governo”, avaliou Cavalcanti.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Lei do deputado Buba Germano autoriza setor industrial a produzir, transportar e comercializar álcool 70%

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, promulgou a Lei 11.728/2020, de autoria…