O presidente do PT na Paraíba, Jackson Macêdo, usou as redes sociais,  para prestar solidariedade ao ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

O socialista é apontado pelas investigações da Operação Calvário como chefe da organização criminosa que teria desviado pelo menos R$ 134 milhões da Saúde e da Educação do Estado da Paraíba.

Macêdo diz que Coutinho “esteve conosco na luta contra o golpe, o fascismo e a defesa da democracia” e “não será agora que estaremos separados e distantes”.

No último dia 6, Jackson Macêdo abriu as portas do PT para socialistas que se sentirem ameaçados com o desgaste do PSB em virtude dos desdobramentos da Operação Calvário.

Recentemente, o Ministério Público da Paraíba (MPPB) protocolou no Tribunal de Justiça, a sexta denúncia com base nas investigações da “Operação Calvário”.

O alvo principal é o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), que teve, um mês antes, o pedido de prisão preventiva decretado pelo Tribunal de Justiça.

Também foram denunciados o ex-senador Ney Suassuna (Republicanos), as deputadas estaduais Estela Bezerra (PSB) e Cida Ramos (PSB), a prefeita de Conde, Márcia Lucena, do PSB, e outros 30 investigados na Operação Calvário, por integrarem uma suposta organização criminosa.

Eles são especializados, segundo o MP, em corrupção e lavagem de ativos, através de atividades de organizações sociais (OSs) na saúde e da adoção de inexigibilidades (fraudadas) na educação.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Edilma Freire promete construir Restaurante Popular no Valentina Figueiredo

A candidata a prefeita de João Pessoa pelo Partido Verde (PV), Edilma Freire, esteve com a…