“Você não vê qualquer atitude do presidente tentando cercear a liberdade de imprensa”, disse Moro.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu a relação do presidente da República, Jair Bolsonaro, com os veículos de imprensa do Brasil.

Durante participação no programa Roda Viva, da TV Cultura, Moro foi indagado sobre um levantamento de que o presidente foi responsável por 121 ataques contra profissionais e veículos de imprensa em 2019.

O ministro afirmou que Bolsonaro “dá ampla liberdade à imprensa” e vê a postura do mandatário como uma reação às críticas que recebe:

“O que vi nas eleições passadas, é que você tinha um grupo falando que iria regular imprensa, cercear a liberdade da imprensa e do judiciário. E do outro lado, vejo o presidente dando ampla liberdade à imprensa.”

E, antes de ser interrompido pela apresentadora do programa, acrescentou:

“É claro que isso é um dever, uma obrigação constitucional do presidente, mas você não vê qualquer atitude do presidente tentando cercear a liberdade de imprensa.”

Diante da insistência dos jornalistas nos questionamentos sobre a postura de Bolsonaro com a imprensa, Moro foi enfático:

“Agora veja, fui convidado a vir pro Roda Viva. Se eu não aceitar seria censura? Faz uma pergunta ao presidente, ele pode não responder. Eu não vim aqui para falar sobre o presidente, vim para falar sobre o Ministério. O presidente tem respeitado a liberdade da imprensa. O que acontece é que ele tem sido criticado e muitas vezes ele reage.”

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Jair Bolsonaro destina crédito suplementar de R$ 15 milhões para obra de adequação da BR-230 na Paraíba

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por meio do Ministério da Infraestrutura, desti…