O balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia aponta que, em 2019, o nível de emprego registrou saldo positivo no acumulado do ano. Ao todo, foram gerados 644.079 postos de trabalho, um aumento de 21,63% se comparado a 2018 e o melhor resultado alcançado desde 2013.

Os dados foram anunciados pelo secretário de Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcomo.

“É um resultado muito expressivo. O ano de 2019 é um registro da retomada da economia brasileira, uma retomada sustentada e baseada nos principais setores. Tivemos números positivos em todos os setores, mas, principalmente, em Comércio e Serviços. A Construção Civil e a Indústria retomaram um crescimento depois de muitos anos de diminuição no número de empregos”, destacou o secretário.

Esse é o segundo ano consecutivo de crescimento de abertura de vagas com carteira assinada. Em 2018, foram contabilizados 529.554 novos postos.

“É algo para se comemorar, especialmente porque a economia vem numa rota progressiva de crescimento e aceleração que tende a se fortalecer ao longo de 2020. O crescimento em todos os setores é uma característica da retomada da economia brasileira e da confiança do empresariado na política econômica adotada pelo governo”, asseverou o secretário Dalcomo.

Para 2020, a expectativa do Governo Federal é que sejam gerados um milhão de novos empregos.

“Os números oficiais do governo são de um crescimento do PIB [Produto Interno Bruto] na ordem de 2,5%, mas há operadores de mercado que já falam de um crescimento de 3%. Se isso acontecer, é provável que nos aproximemos do volume de um milhão de novos empregos”, defendeu Dalcomo.

Serviços lidera criação de vagas

Segundo os dados do Caged, o setor de Serviços registrou o maior saldo positivo no ano. Foram contabilizadas quase 7 milhões de admissões e pouco mais de 6,5 milhões de desligamentos, ou seja, cerca de 382 mil postos a mais que em 2018.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Senado amplia ‘coronavoucher’ para motorista de aplicativo, taxista e homem chefe de família

O Senado aprovou em sessão virtual na tarde desta quarta-feira (1º) a ampliação do auxílio…