Em depoimento prestado ao GAECO na condição de testemunha, Weber Julio Paiva Vasconcelos, um dos fornecedores de campanha eleitoral do PSB, que esteve no Rio de Janeiro para receber de Leandro Nunes pagamento de aproximadamente R$ 197 mil pelos serviços prestados, relatou a entrega do dinheiro oriundo de propina e disse que temeu ser alvo de emboscada e assassinado pela Organização Criminosa.

A movimentação de Leandro com o dinheiro, recebido em uma caixa de vinho, foi revelada em reportagem nacional do Fantástico. Weber foi apenas um dos fornecedores pagos por Leandro Nunes com dinheiro de corrupção desviado da Saúde e Educação pela organização criminosa supostamente chefiada pelo ex-governador Ricardo Coutinho.

Segundo um levantamento, quase R$ 1 milhão de reais desviados dos cofres públicos estavam em uma caixa e serviram para pagar fornecedores de campanha do atual governador João Azevedo (PSB)

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Jair Bolsonaro destina crédito suplementar de R$ 15 milhões para obra de adequação da BR-230 na Paraíba

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por meio do Ministério da Infraestrutura, desti…