O deputado estadual Dr. Érico (Cidadania) negou , que tenha sofrido qualquer “pressão” de seu partido para deixar o G11, grupo paragovernista. Segundo o parlamentar, a decisão foi pessoal em um momento de reflexão diante da nova conjuntura política no Estado.

“É natural mi ha saída, nós estamos na política, foi um momento de reflexão pessoal; respeito os pensamentos, inclusive respeito bastante todos os colegas parlamentares, todo o bloco [G11]. Tive a preocupação de conversar inicialmente com o grupo para poder externar o nosso afastamento e assim possa ter um projeto de construção em 2020”, disse Dr. Érico.

Questionado sobre uma possível pré-candidatura a Prefeitura Municipal de Patos, o parlamentar assegurou que a mesma está em processo de “construção” e que esse também foi um dos motivos do seu desligamento do G11.“Estou pré-candidato pelo Cidadania, porém são decisões paralelas e temos que respeitar o nosso mandato; isso corre de uma forma paralela. Sabemos da importância que é o município de Patos, o que representa para o Estado da Paraíba, o quanto isso precisa ser bem discutido, bem planejado. Esse também foi um dos motivos do desligamento, para que a gente possa ter e fazer essa construção, esse preparatório para poder enfrentar esse desafio nesse ano.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Judiciário
Comentários estão fechados.

Veja Também

Presidente do TSE alerta sobre cuidados sanitários na campanha e pede debate sem ódio e sem mentiras

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, alertou …