Educação

 

Nas últimas horas , profissionais da Educação estadual se manifestaram nas redes sociais alegando que em meio à pandemia do coronavírus, o governador João Azevedo (Cidadania), sem qualquer justificativa, cancelou contratos de professores prestadores de serviço.

Nas redes sociais, o tema tem sido motivo de postagens desde o último dia 27 de março. Segundo uma das publicações, além do cancelamento do contrato os professores prestadores de serviço tiveram ainda descontados até 80% do último salário.

“Na escola onde trabalhei, os professores em regime de prestação de serviços tiveram apenas R$ 170,00 creditados em seus contracheques”, disse uma professora que preferiu não se identificar. “Tememos que a situação se agrave e fiquemos sem receber salários até que a questão da quarentena termine”, completou.

 

Comunicação

 

Em meio à pandemia do coronavírus que toma conta de todo o mundo, na Paraíba, com “cheque em branco” da Assembleia Legislativa, o governador João Azevedo (Cidadania) destinou R$ 7,5 milhões suplementares à Secretaria de Comunicação do Estado. O decreto confirmando a suplementação está publicado na edição deste sábado (28) do Diário Oficial do Estado.

Em contato com o RádioBlog, o secretário estadual de Comunicação, Nonato Bandeira, enviou nota e informou que o recurso faz parte do orçamento enviado à Assembleia Legislativa no ano passado, que havia sido retirado. “Se não tivéssemos a reserva de contingência, não teríamos como divulgar notas públicas a respeito do combate ao coronavírus na Paraíba”, explicou Nonato Bandeira.

Confira a nota:

Secom-PB nega qualquer aumento de orçamento na pasta por conta do Coronavírus

A Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020, aprovada pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), remanejou, da proposta original enviada pelo Poder Executivo, R$ 17 milhões da Secretaria de Estado da Comunicação (SECOM), que estavam alocados para despesas de comunicação institucional do Governo da Paraíba.

A suplementação de R$ 7,5 milhões, realizada pela Secretaria de Estado de Planejamento ( SEPLAG) e publicada neste sábado (28) no Diário Oficial do Estado, tem por objetivo recompor, parcialmente, o orçamento da SECOM, para que o Estado possa, inclusive, realizar as campanhas de utilidade pública necessárias para o enfrentamento da pandemia do Coronavírus.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Jair Bolsonaro destina crédito suplementar de R$ 15 milhões para obra de adequação da BR-230 na Paraíba

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por meio do Ministério da Infraestrutura, desti…