O Desembargador José Ricardo Porto, presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE/PB) acredita que as eleições municipais devem ser mantidas. “ Se adiar, vai trazer desequilibro eleitoral”, avaliou o desembargador.

Para o desembargador, caso aconteça o adiamento das eleições, os atuais prefeitos terão mais dois anos para trabalhar com vistas à sua reeleição, o que vai prejudicar os outros candidatos como também não haverá isonomia e nem paridade.  “Eu acredito que o ministro Luiz Barroso, que assumirá o Tribunal Superior Eleitoral, no mês e maio não irá concordar com esse adiamento como já é a opinião da ministra Rosa Weber e de outros juristas”, avaliou.

No entanto, para José Ricardo Porto, caso aconteça o adiamento das eleições, ele defende que os recursos do Fundo Partidário sejam utilizados para o combate ao Coronavírus.

O desembargador deixou claro que até agora nada mudou em relação ao calendário eleitoral desse ano. Ele disse que todos os juízes eleitorais de chefes de cartórios estão autorizados a fazer a transferência do domicilio eleitoral dos eleitores que pretendem ser candidatos nas eleições deste ano. O prazo expira no próximo dia 4.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Judiciário
Comentários estão fechados.

Veja Também

‘Se for candidato, serei para cuidar dos que mais precisam’, afirma Cícero Lucena

O ex-senador Cícero Lucena (Progressistas) decide em 15 dias se será candidato à Prefeitur…