O secretário de Segurança e Defesa Social da Paraíba, Jean Francisco Nunes, confirmou que houve aumento nos crimes de assaltos a pessoas e comércios e arrombamento a estabelecimentos durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus. Em entrevista ao Arapuan Verdade,  ele informou que esteve reunido em videoconferência com secretários de Segurança Pública de todo o Brasil e com a equipe do Ministério da Justiça para discutir novas estratégias de enfrentamento ao crime durante o período em que as ruas estão desertas por causa do isolamento social para prevenção à Covid-19.

“Desde que foram decretadas as situações de emergência e de calamidade, a criminalidade busca migrar e procurar alguns pontos em que possam praticar seus crimes. Há uma tendência que, desde que foram decretadas essas situações aqui no país, houve um aumento de alguns tipos de crime, principalmente a violência contra o patrimônio”, explicou Jean Nunes.

O secretário detalhou que as pessoas que circulam por ruas desertas tornaram-se alvos fáceis e falou da importância do policiamento entender e combater essa nova forma de atuação dos criminosos. “Mesmo as ruas estando desertas, aqueles que saem às ruas tornam-se um alvo mais fácil. Alguns estabelecimentos que ficam fechados em determinado período acabam alvos de arrombamento ou de uma violação. É necessário que as polícias todas se adequem, busquem reforçar e mudar as rotinas de policiamento para que a gente possa fazer frente a essa mudança. A gente tem, por rotina, uma série de eventos já programados e, naturalmente, agora a gente precisa readequar o planejamento para dar conta dessa nova dinâmica.”

Em relação à notícia de que houve um ‘arrastão’ na Avenida Epitácio Pessoa, na Capital, ontem (1º), o secretário disse que isso é fake news e que a situação foi de perseguição a bandidos. “Não foi um arrastão. Foi uma ocorrência isolada em que uma dupla estava praticando assaltos. Mas a Polícia Militar deu uma resposta imediata, prendeu os dois em flagrante. No momento da prisão gera aquele tumulto, alguém passando em seu veículo acreditava ser um arrastão ou alguém de forma maldosa espalhou essa (falsa) notícia.”

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Jair Bolsonaro destina crédito suplementar de R$ 15 milhões para obra de adequação da BR-230 na Paraíba

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por meio do Ministério da Infraestrutura, desti…