O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) afirmou que a tentativa do vice-procurador-geral eleitoral, Renato Grill Goés, de calar o PT, aceitando o pedido de cassação do registro partidário é um atentado à democracia.

“Estão querendo calar a voz que o PT levanta a favor do povo, da democracia e contra as atrocidades cometidas pelo Governo Bolsonaro, com as políticas de destruição dos direitos do povo e da classe trabalhadora”, afirmou o deputado.

O deputado relata que essa é uma das características de um governo fascista,tentar calar seus opositores pela força, ou qualquer meio que estiver ao seu alcance. “Já tentaram fazer isso no debate na Câmara, e não conseguiram. Tentam com as Fake News e são desmascarados a todo o momento. Investiram na intimidação e na imposição do medo, através das redes sociais, mas não obtiveram êxito. Perderam muitas investidas feitas através de proposituras, no Congresso Nacional. Isso porque eram contra o povo, a oposição se levantou, foi competente e conseguiu vitória. Sem saídas limpas, eles agora jogam sujo através da Justiça Eleitoral para tentar calar a voz, não do PT, mas do povo”, lamentou o deputado.

O parlamentar afirmou que todos que fazem o PT estão conscientes de que não há indícios, nem tampouco provas que substanciem as acusações. “São alegações covardes e infundadas sobre dinheiro que o PT nunca recebeu do exterior. Estamos de cabeça erguida e iremos continuar lutando pelo povo, como vem acontecendo nos 40 anos de história do PT”, disse.

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Legislativo
Comentários estão fechados.

Veja Também

ALPB derruba veto e aprova desconto em mensalidades de escolas e universidades do Estado

A Assembleia Legislativa do Estado (ALPB) derrubou o veto parcial do Governo do Estado e a…