O Prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), situação de calamidade pública em João Pessoa em razão do agravamento dos casos de infecção pelo novo coronavírus. Segundo a Prefeitura, o decreto dará maior rapidez nas decisões tomadas pelo Núcleo Intersetorial de Combate ao novo Coronavírus na capital paraibana, que possui 20 casos confirmados da doença. A Prefeitura de João Pessoa já havia declarado situação de emergência, em 17 de março. O legislativo ainda precisa aprovar o decreto para que ele entre em vigor.

A medida permite maior agilidade na implantação de leitos de retaguarda, contratação de profissionais de saúde, além da aquisição de medicamentos e equipamentos hospitalares, ações com impacto direto nas despesas e receitas da administração pública.

A Prefeitura de João Pessoa informa que o poder executivo enviará uma mensagem à Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), solicitando o reconhecimento de calamidade pública. A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) aponta que estados e municípios precisam que o parlamento estadual reconheça a situação para que determinados limites e prazos fixados pela legislação que normatiza as questões fiscais sejam suspensos.

O decreto de calamidade pública já foi declarado pelos Governos Federal e Estadual, com o reconhecimento do Congresso Nacional e da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), respectivamente.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Hagnon Halberto Carvalho da Silva
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Presidente do TSE alerta sobre cuidados sanitários na campanha e pede debate sem ódio e sem mentiras

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, alertou …