O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, realizou mais uma live, neste sábado (11), em suas redes sociais. Na oportunidade, o parlamentar ressaltou que na próxima semana a Casa deve começar a entrega das máscaras de proteção para o combate ao coronavírus (Covid 19). O Legislativo Estadual está realizando uma ação para comprar 100 mil máscaras e os produtos serão entregues conforme sejam confeccionados.

Adriano Galdino parabenizou os médicos infectologistas, pelo seu dia. “Hoje, homenageamos você infectologista, pelo seu trabalho árduo no dia a dia, frente a luta contra essa pandemia, nos ambulatórios, nas enfermarias, nas UTIs, entre outras atividades. O nosso respeito crescente a toda a classe médica. Vocês são chamados para as doenças mais complicadas e difíceis. Que você continue a estudar, diagnosticar, tratar com humanidade e ética, usando para isso o melhor da pesquisa e do conhecimento”, destacou o presidente.

O presidente falou ainda sobre os números oficiais divulgados pelo Governo do Estado dos casos de coronavírus. São 85 casos confirmados e 11 óbitos. “Já temos casos em algumas cidades do interior, que nos preocupa bastante. Eu, assim como muita gente, acreditamos que a quantidade de casos é ainda maior, e vamos continuar nos cuidando da melhor forma possível para ficar livre dessa doença. Achávamos que só os idosos corriam riscos, mas pessoas de várias idades estão infectadas, em caso grave, inclusive com mortes”, disse Galdino.

O parlamentar destacou as prerrogativas da Casa Epitácio Pessoa, que tem escutado a sociedade e fiscalizado as ações do Poder Executivo. Adriano Galdino lembrou que a Assembleia já doa mais de R$ 50 mil para os hospitais Napoleão Laureano em João Pessoa, e também para a Fundação Assistencial da Paraíba, em Campina Grande.

Ele fez um apelo aos prefeitos dos municípios para ajudar a população. A Assembleia aprovou, em sessão remota realizada na última quarta-feira (08), a homologação do estado de calamidade pública em 164 municípios paraibanos, em decorrência da pandemia provocada pelo novo coronavírus. “Eles têm o recurso, e com o decreto de calamidade eles podem ajudar a população comprando o necessário. Não é preciso licitação, tem os recursos que estão chegando nas cidades. O dinheiro da merenda pode ser revertido em cestas básicas para a população, já que não está tendo aulas”, frisou.

Os deputados também apreciaram medidas que reduzem o impacto social provocado pela doença no estado. Entre as propostas, está a que obriga o Governo do Estado a garantir segurança alimentar a estudantes durante a suspensão das aulas. A Casa também aprovou a suspensão dos prazos de validade dos concursos públicos em âmbito estadual, pelo período em que perdurar a situação de anormalidade. A finalidade é evitar as aglomerações públicas ocasionadas pela reunião de milhares de candidatos em virtude da realização das provas.

Também aprovaram projeto que proíbe empresas de água, luz e telefonia interromper o fornecimento de seus serviços durante o período de pandemia. Além das propostas de indicação ao Governo que concede isenção de ICMS nas operações de circulação interna de produtos, como álcool gel e máscaras cirúrgicas, e o que suspende a cobrança das parcelas de empréstimos consignados dos servidores públicos estaduais, no prazo de 90 dias.

Durante a live, Galdino comentou a necessidade do Executivo construir um hospital de campanha no Sertão do Estado. “Concordo com a importância de montar um hospital de campanha em Patos com 80 leitos e respiradores pulmonares. Há uma preocupação, pois uma região com quase um milhão de habitantes vai ter leito de UTI disponível para todos. Uma unidade nova traria menos sofrimento para os pacientes e para os profissionais da saúde”, destacou. Ele também parabenizou o Governo pela estrutura montada no Hospital Metropolitano, em Santa Rita.

Galdino ainda interagiu como público que estava online e pediu a participação da população na campanha da ALPB para incentivar a doação de sangue no estado. Ele disse que é urgente que a população paraibana procure os postos de coleta do estado para doar, visto que, durante o período de isolamento social, os bancos de sangue podem entrar em colapso provocado pela ausência de doadores. Ele destacou que, nesse período de quarentena, o hemocentro está realizando coleta domiciliar em João Pessoa para abastecer os estoques e continuar salvando vidas.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Legislativo
Comentários estão fechados.

Veja Também

Felisardo Moura registra candidatura no TSE pelo Democratas para disputar Prefeitura da Prata

O Democratas (DEM) registrou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a candidatura do poeta …