Na tarde dessa sexta feira (17), o Instituto do Consumidor, encabeçado pelo vereador de João Pessoa Helton Renê, ingressou com uma Ação Civil Pública contra a prática de juros e multas dos Bancos nesse período de Pandemia e consequentemente, de acordo o Decreto Estadual e Municipal de João Pessoa que que estabelece o pedido de calamidade pública.

“Nossa intenção é fazer com que as Instituições financeiras entendam o momento em que estamos passando e que se abstenham de cobrar juros e multas junto aos consumidores que sequer estão tendo oportunidade de pagar seus boletos, pois a maioria dos estabelecimentos estão de portas fechadas, prejudicando substancialmente os cidadãos.”, relatou o Presidente da Insituição, Helton Renê.

De acordo ainda com o presidente, grande parte dos consumidores ainda não utilizam os meios eletrônicos para realização de pagamentos de faturas e boletos, como smarts phones ou notebooks, necessitando assim de uma anistia desses juros e lutas, bem como a viabilidade de outras formas de pagamentos, já que o risco da atividade cabe ao fornecedor e não ao consumidor, que é a parte mais frágil da relação.

A ação tramita na 2ª vara da fazenda pública na capital.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Economia
Comentários estão fechados.

Veja Também

Felisardo Moura registra candidatura no TSE pelo Democratas para disputar Prefeitura da Prata

O Democratas (DEM) registrou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a candidatura do poeta …