O relator da Lava Jato no TRF-4, João Pedro Gebran Neto, rejeitou hoje um habeas corpus em que Sérgio Cabral pedia a soltura pelo risco de contrair a Covid-19.

Preso desde 2016 e atualmente detido em Bangu 8, no Rio, o ex-governador ainda têm outros três decretos de prisão preventiva em vigor.

Na decisão, Gebran Neto registrou que atualmente estão ocupadas apenas 72 das 152 vagas do presídio, que conta ainda com 3 enfermeiras.

“O paciente se encontra segregado em unidade prisional recentemente reformada, sem registros de superlotação carcerária e sem notícias de contaminação. O paciente não integra o grupo de risco e o estabelecimento onde se encontra recolhido apresenta condições de atendimento médicos aos necessitados”, observou o desembargador.

 

 

 

Fonte: O Antagonista

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Gabriel Moura
Carregar mais por Judiciário
Comentários estão fechados.

Veja Também

Candidatos a vereador rompem com Micheila Henrique e anunciam apoio a Anna Lorena, em Monteiro

A candidatura à reeleição da prefeita Anna Lorena (PL) não para de receber adesões. Neste …